O projeto Pelo Mundo ESPM visita Dubai nos Emirados Árabes Unidos

Especiais

Erivam Oliveira

Viaje no foto-áudio reportagem do Pelo Mundo ESPM com Mariana Cavalcanti, estudante do 8º semestre do Curso de Jornalismo da ESPM-SP, pelas tradições, modernidades e belezas de Dubai. Trabalho orientado pelo Prof. Erivam de Oliveira.
A maior cidade dos Emirados Árabes Unidos é um ponto turístico que exala riqueza e cultura. Localizada no Oriente Médio, tem como religião principal o islamismo, e as línguas árabe e inglês prevalecem no local. A cidade é uma monarquia absoluta, e tem sido governada pela família Al Maktoum há quase dois séculos. Me acompanhe nessa jornada sobre os encantos de Dubai.
Conhecida mundialmente pelo desenvolvimento avançado e pela arquitetura moderna, Dubai é o emirado mais populoso dentre os sete que compõe o país. É ponto de referencia quando o assunto é turismo, comércio e setor imobiliário. Dentro desse ramo, existem três famosas construções em Dubai que se tornaram cartões postais, sendo elas o maior prédio do mundo, Burj Khalifa, com 160 andares, o Dubai Mall, com 1.200 lojas, hoje considerado o maior centro comercial do planeta, além da maior estrutura hoteleira, o luxuoso hotel 7 estrelas Burj Al Arab.
Dentre as inúmeras atividades de turismo pela cidade, se destacam os passeios pelo deserto e para a famosa mesquita de Abu Dhabi, localizada há duas horas de Dubai. A mesquita é uma das poucas que aceita visitantes não muçulmanos, mas é rígida quanto à vestimenta – a burca é indispensável para as mulheres, que não devem mostrar partes do corpo ou o cabelo.
Mas, se você é aventureiro e gosta de adrenalina, pode arriscar um salto de paraquedas e apreciar, lá de cima, a maravilhosa vista de Dubai.
Além dos tradicionais passeios mais populares pelos turistas, existem também as visitações para os mercados de ouro e especiarias, fortes comércios da região.
Se você planeja uma visita à cidade, vale levar alguns aspectos em consideração.
No quesito climático, Dubai é favorável para os que amam o calor. Com temperaturas elevadas durante todo o ano, a máxima em junho chega a 45 graus celsius, temporada mais quente na região. Mas, se você acha que a praia pode dar uma refrescada, não se engane: a água do mar é cristalina e muito, mas muito quente. É importante pensar, também, se a sua viagem pode coincidir com o Ramadan, nono mês do calendário islâmico. Nessa época sagrada, os muçulmanos praticam o jejum e se abstém de comida e água desde o nascer até o pôr do sol, chegando a ficar quase 10 horas sem ingerir qualquer tipo de alimento. Independentemente da sua religião, crença e nacionalidade, não é permitido comer ou beber em público: seja na rua, no taxi ou nos shoppings. Os poucos restaurantes que ficam abertos durante esse período, não recebem muçulmanos e permanecem isolados para que os que estão fazendo o sacrifício não vejam outros se alimentando.
Todos na região falam inglês, portanto a comunicação é fácil para os que não são fluentes em árabe. As opções de hospedagem são ótimas, e os preços variam dependendo da localização e nível de luxo do hotel. A moeda local é chamada de dirham, e o aeroporto é um excelente ponto para fazer câmbio – as taxas não são altas e é possível trocar a moeda de volta para dólar ou real ao final da viagem, para não voltar pra casa com dirhams. Mas, seja durante, antes ou depois do Ramandan, a visita a Dubai vale muito a pena, e a bagagem cultural é garantida.

Deixe Seu Comentário

*Preenchimento obrigatório.