ESPM recebe ciclo de palestras sobre política organizado por estudantes

Ensaios

Portal de Jornalismo

Ana Carolina Bilatto (2º semestre)

Entre os dias 2 e 4 de setembro, ocorreu a Semana Política na ESPM-SP, organizada pelo Centro Acadêmico 4 de Dezembro (CA4D) e e o Diretório Acadêmico Guerreiro Ramos (DAGR). O evento, no auditório Victor Civita, levou diversos convidados e foram abordados temas políticos atuais e polêmicos, distribuídos em três palestras por dia, sendo nove, no total.
No primeiro dia, Rosângela Lyra, Erika Kokay e Pablo Capilé conversaram com os presentes. Rosângela, ex-embaixadora da Dior no Brasil, é ativista e influenciadora política, além de criadora do movimento “Política Viva”, que tem como objetivo aproximar a sociedade dos políticos. O tema discutido com os alunos foi “A Influência das Redes Sociais e das Fake News no Cenário Político”. Erika Kokay, deputada federal, abordou as dificuldades e os reflexos na sociedade de uma construção fundamentalista, na palestra “A Luta Dentro do Congresso Nacional”. Pablo Capilé, fundador da Mídia NINJA, discutiu o tema “Ativismo Virtual e seu Papel Transformador”.

No segundo dia, os palestrantes foram Bruna Rangel, Fausto Godoy e Ana Estela Haddad. Bruna Rangel é advogada e co-fundadora da ONG Não Me Kahlo, que tem como objetivo promover a autonomia feminina, e abordou o tema “Representatividade feminina na Política”. Fausto Godoy, Doutor em Direito Internacional Público pela Universidade de Paris, é membro da Diretoria da Câmara de Comércio Brasil-Índia e coordenador do Núcleo de Estudos e Negócios Asiáticos na ESPM, e discutiu “Guerra Comercial e Política Externa Brasileira”. Ana Estela Haddad, doutora em odontologia e professora da Universidade de São Paulo (USP), abordou “Políticas Públicas Relacionadas à Educação e Saúde”, área em que trabalhava durante os governos Lula.

No terceiro dia, Natalia Szermeta, com alunos do Instituto Acaia, Bruna Andrade e representantes da União dos Estudantes (UNE) e União Estadual dos Estudantes (UEE) estiveram presentes. Natalia Szermeta é coordenadora das 55 mil famílias do Movimento de Trabalhadores Sem Teto (MTST), a maior luta por moradia urbana do país. Junto dos alunos do núcleo Sagarana, debateu o tema “Desigualdade Social no País dos Privilégios”. Bruna Andrade é advogada e fundadora do “Bicha da Justiça”, a primeira startup do Brasil que representa a luta pelos direitos da comunidade LGBT+, através de uma plataforma online que oferece ajuda jurídica livre de LGBTfobia. Abordou o tema “LGBT, respeitar é obrigação.

Na última palestra da Semana Política, o tema debatido foi a representatividade estudantil no Brasil e as entidades responsáveis: UNE, a entidade máxima dos estudantes brasileiros, que representa cerca de 6 milhões de universitários e UEE, que luta pelo direito dos estudantes e diversas pautas contra o desrespeito da democracia.

Fotos: Ana Carolina Bilatto (2º semestre) e Enzo Almeida, Pedro Trigo e Thais Fullmann (1º semestre)

Deixe Seu Comentário

*Preenchimento obrigatório.