Cartas na Mesa: Cíntia Gomes

Geral

Paulo Ranieri

Cíntia Gomes em conversa com José Cícero.

Cíntia Gomes, 34 anos, é jornalista, formada pela Universidade Anhembi Morumbi. Cursou pós-graduação em Comunicação e Mídia. Nascida e criada no bairro do Jardim Ângela, zona sul de São Paulo, Cíntia produz um jornalismo independente, com uma grande incerteza no quesito financeiro, mas repleto de ideais e, segundo ela, voltado para bairros periféricos.
A jornalista não acredita que produza um material ativista. Prefere não estereotipar o meio que trabalha, já que as periferias na maioria das vezes são rotuladas com clichês cheios de preconceito.

Atualmente trabalha como repórter e editora na Agência Mural, projeto nasceu em 2010. De início era apenas um blog, mas mostrar o outro lado de um lugar que é marginalizado pelas mídias tradicionais (os bairros periféricos) deu tão certo que se tornou uma agência. A missão dos muralistas, como são chamadas as pessoas que atuam na agência, consiste em mostrar a cultura dos lugares onde habitam e os eventos que lá ocorrem. Cíntia por exemplo, é correspondente no Jardim Ângela.

Ela fez parte do coletivo Nós, Mulheres da Periferia, que possui as mesmas ideologias e objetivos da Agência Mural, porém com um diferencial: todo seu conteúdo é produzido por mulheres que conhecem a realidade da periferia. Intitula-se como um jornalismo apartidário, independente e transparente.

Cíntia trabalhou como assessora de imprensa na empresa Lead Comunicação, reconhecida nacionalmente pela sua atuação na comunicação de empresas e organizações sustentáveis, até março deste ano.

Também trabalha para plataformas de notícias independentes como o site Curta SP, além de escrever para o blog mural do jornal Folha de S.Paulo.

Deixe Seu Comentário

*Preenchimento obrigatório.