Cartas na Mesa: Natália Mazotte

Geral

Paulo Ranieri

Texto: Yasmin Salem, 1º semestre de Jornalismo

 

A jornalista Natália Mazotte. Foto: Caroline Panachão

A jornalista Natália Mazotte é nascida no Rio de Janeiro, com recentes estudos voltados a questões sociais e tecnológicas, acima de tudo criação e compartilhamento de conhecimentos na área. Graduou-se em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É mestre em Comunicação e Cultura pela UFRJ e bacharel em Direito pela Universidade Federal Fluminense (UFF).

Natália tem participado de diversos projetos e comunidades ligados a discussões sobre acesso à informação e ao jornalismo de dados, como a Open Knowledge Foundation Brasil, Hackday Rio e Transparência Hacker. Atualmente é diretora-executiva do Open Knowledge Brasil. A jornalista já escreveu para o Centro Knight, direcionado para o jornalismo nas Américas, da Universidade do Texas (EUA). Hoje coordena os cursos de português da instituição.

Foi bolsista do MediaLab UFRJ e da Escola de Dados. Natália considera importante a organização de um banco de dados pelo jornalista no atual momento da profissão. "O jornalismo fica muito bem preparado com todas as informações prévias para qualquer bomba  que vier, qualquer reportagem, enfim, para tudo".

A jornalista já trabalhou no Grupo Globo, onde atuou de fevereiro de 2007 a novembro de 2008. Trabalhou no setor de comunicação do Ministério Público do Rio de Janeiro e no Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (Ibase), onde foi editora do projeto Canal Ibase.

Para Natália, o ensino do jornalismo no Brasil ainda não investe suficientemente no aprofundamento em análise de bancos de dados e estatísticas, como acontece em outros países, como os Estados Unidos.

 

Deixe Seu Comentário

*Preenchimento obrigatório.