Choque de Cultura conversa com alunos de Cinema da ESPM-SP

Campus

Portal de Jornalismo

Por Beatriz Araujo e Lua Cataldi (1º semestre de Jornalismo)

 

Fernando Fraiha apresenta detalhes sobre sua carreira no primeiro evento da C.AV (Foto: Beatriz Araujo)

Na noite da última quarta-feira (20), a Plataforma C.AV realizou o primeiro evento do curso de Cinema e Audiovisual, no auditório Victor Civita, que contou com a presença de Fernando Fraiha -  produtor cinematográfico e diretor do Choque de Cultura. O objetivo foi introduzir aos alunos um profissional atuante no mercado audiovisual brasileiro que apresentasse os altos e baixos da carreira de um produtor.

Reconhecido atualmente pelo sucesso do seu canal no YouTube (agora programa de televisão) Choque de Cultura, Fraiha também possui longas-metragens reconhecidos nacional e internacionalmente, como: Os Homens São de Marte... E É Pra Lá Que Eu Vou! e La Vingança. O primeiro recebeu o prêmio de Melhor Longa-Metragem de Comédia de 2015 e ultrapassou 5 milhões de ingressos vendidos. "Foi o primeiro filme que eu produzi, eu trabalhei no roteiro e na edição também (...) o fato de ele ser sucesso de bilheteria - a maior bilheteria nacional daquele ano - ajudou muito a vender outros filmes. O La Vingança conseguiu ganhar prêmios fora, não fez ingresso, mas teve um prestígio que o Marte não teve", afirmou o diretor.

Ao ser questionado sobre a sua perspectiva do mercado cinematográfico brasileiro, disse: "É um mercado que depende de política pública, se tiver uma boa política pública ele vai bem (...) o Brasil está entre os 5 maiores mercados de Cinema do Mundo, na hora de vender bilheteria. Precisamos de uma estratégia para tentar deixar esse dinheiro aqui, mas depende das pessoas que estão lá no poder pensarem assim também".

O bate-papo demonstrou ter grande repercussão entre os alunos e no final foi aberto em espaço de debate, onde poderiam ser feitas perguntas para o convidado. Segundo a aluna Victoria Busch, o depoimento de Faiha foi além de suas expectativas e contribuiu na compreensão do que é o mercado cinematográfico brasileiro atual.

Cinema e Audiovisual na ESPM-SP

O curso de Cinema e Audiovisual teve início no primeiro semestre de 2019, sob coordenação da professora Gisele Jordão, e já atraiu a atenção de uma grande quantidade de alunos interessados na área. De acordo com a professora, “o curso veio para contribuir com o portfólio de cursos e consolidar a ESPM como a melhor escola de comunicação e administração do país, reforçando ser uma instituição de excelência em ensino de negócios criativos”.

A aluna Victoria Busch disse que escolher a universidade poderia ser um pouco arriscado, porque ninguém havia feito Cinema e Audiovisual na unidade de São Paulo antes, mas lembrou que o curso já existia na ESPM-Rio e isso a tranquilizou. Luca Unti e Larissa Uehara, outros dois alunos do primeiro semestre, diziam esperar que a ESPM consiga fazer o que várias outras faculdades haviam falhado anteriormente: aliar a teoria com a prática. A grande infraestrutura também foi um ponto em comum na fala dos calouros.

Plataforma C.AV

A Plataforma C.AV é uma iniciativa dos estudantes do primeiro semestre de Cinema e Audiovisual, que tem como objetivo difundir a produção do audiovisual na faculdade. Segundo, Victor Zequi (colaborador do projeto) um dos intuitos da plataforma é produzir eventos mensais com pessoas do mercado, para discutir e exibir conteúdos aos alunos da turma. “Ainda não sabemos quem vai vir mês que vem, mas o que posso adiantar é que mês que vem é o mês da animação e estamos tentando trazer alguns animadores”, diz Zequi.

Deixe Seu Comentário

*Preenchimento obrigatório.