Ex-juiz analisa escolha de árbitros para o Mundial 2018

Jose Pedro Dumit

Xingados e odiados por muitos torcedores, os juízes de futebol têm uma dura vida, ainda mais em uma Copa, sob os olhares do mundo inteiro. Recentemente, a FIFA selecionou os considerados melhores de cada Federação para essa árdua missão, e serão 36 os profissionais a representar os seis continentes.

A Europa terá o maior número de representantes, 10, seguida por Ásia, África, América do Norte e América do Sul, cada uma com seis, e, por último, a Oceania, com apenas dois.

Dentre todos eles, é possível destacar três:

  • Felix Brych, alemão que comandou a última final da Champions League, vencida pelo Real Madrid, em 2017, irá para a sua segunda Copa;

    (Imagem de Jean Catuffe/ Getty Imagens)
  • Julio Bascuñan do Chile, 39 anos, irá para essa copa após ter sido o dono do apito em um dos jogos da final da Libertadores de 2017.

    ( Imagem de Juan Mabromata/AFP/ Getty Imagens
  • O brasileiro Sandro Meira Ricchi irá para mais uma competição da FIFA da qual é árbitro desde 2011. O mineiro, que trabalha com comércio exterior, será o Brasil na arbitragem da Copa 2018;

    (Imagem de Daniel Apuy/Getty Images)

 

Norberto Luciano Santos da Silveira, é ex-árbitro da Federação Paulista de Futebol (FPF), e comenta a atual escolha da FIFA para este Mundial.

 

Portal do Jornalismo: Você acredita que a equipe brasileira foi bem escolhida para a Copa do Mundo?

Norberto: Sandro Meira Ricchi, Emerson Carvalho e Marcelo Van Gasse são árbitros que já vêm trabalhando juntos há muito tempo, eles têm uma grande experiência e uma bagagem internacional muito grande, trabalhando na Copa do Mundo de 2014, aqui no Brasil, e Mundial de Interclubes, onde fizeram a final e ano passado uma das semifinais, isso os fazem pessoas capacitadas para a Copa de 2018.

 

Portal do Jornalismo: Sandro Meira Ricchi vem sendo há tempo o melhor árbitro brasileiro, mas, se ele ficasse fora da Copa, quem seria um bom substituto?

Norberto: Senão fosse o Sandro, eu vejo para uma próxima Copa a disputa entre Rafael Claus e Anderson Daronco, eles vão brigar para a próxima Copa do Mundo e, na atualidade, na minha opinião, os melhores árbitros do Brasil.

 

Portal do Jornalismo: Qual é o melhor árbitro de toda a equipe de 36?

Norberto: Eu gosto muito do Néstor Pitana, o argentino, ele é um excelente árbitro.

 

Portal do Jornalismo: O árbitro de vídeo vai estar presente na Copa e, para você, como vai ser a estreia desta tecnologia, sob o ponto de vista da arbitragem?

Norberto: É a evolução e a modernidade no futebol. Não gosto dessa interferência externa de vídeo, porém tudo isso irá legitimar mais o resultado pois alguns erros que passam serão corrigidos, contudo ainda terão controvérsias e muita polêmica, mas o futebol sem polêmica não existe! Ainda vai demorar um pouco para a gente se acostumar, mas no final desse processo o futebol tem muito a ganhar com isso.

Deixe Seu Comentário

*Preenchimento obrigatório.