Imprensa espanhola repercute casos de homofobia no Brasil

Geral

Paulo Ranieri

O jornal espanhol El Mundo publicou nesta quinta-feira (30) casos de violência homofóbica que gays sofreram em sua infância no Brasil, quando ainda moravam com seus pais. Segundo o veículo, um assassinato é cometido a cada 25 horas, totalizando 343 mortes em 2016, com dados do último relatório da ONG Grupo Gay da Bahia (GGB).

Foram realizadas algumas entrevistas com alguns brasileiros que foram violentados em sua infância e um caso que chamou a atenção foi o de Fernanda Silva, 20 anos. Fernanda, ainda quando se chamava Caio, estava com sete anos quando seus pais levaram uma coleira de cão para colocá-lo na posição de um Cristo. Certo dia, quando sua mãe chegara em casa, encontrou-a vestida com suas roupas. Sua última surra foi com 13 anos.

Alguns pontos isolados do Brasil, de acordo com o periódico, já abraçam a ideia de abrigar vítimas de homofobia, dar alimentos, assistência de emprego e psicológica. A ideia basicamente é transformar estas pessoas e abriga-las temporariamente.

Mateus Lemos (1 semestre)

Deixe Seu Comentário

*Preenchimento obrigatório.