Jornalismo investigativo com Roberto Cabrini

Geral

Portal de Jornalismo

Giovanna Ruzene e Lucas Nimi (1º semestre) 

Nesta quarta-feira (13), no segundo dia do ESPM Soul, aconteceu a palestra de Roberto Cabrini, no auditório Victor Civita, sobre Jornalismo Investigativo. “A essência do jornalismo é a investigação, ou seja, é equivalente a processos. Denunciados irão te intimidar, ameaçar e pressionar. Porém é necessário questionar e cobrar, senão ocorre a subserviência”, explica Cabrini ao iniciar sua fala sobre o ato da profissão. Ele ainda disse que não existe apenas um lado da história, e sim vários. Para isso é necessário sempre buscar a veracidade das informações.

Segundo Cabrini, a base do jornalismo é a constante pesquisa dos assuntos tratados em suas matérias, questionando sempre e dando valor às mais variadas fontes. “Pessoas que são vistas, mas não são enxergadas”, ressalta. Ainda alertou que esta é uma profissão que nunca para, ou seja, o jornalista está 24 horas alerta.

Após o diálogo, mostrou um documentário sobre suas grandes reportagens, como a guerra do Curdistão, a entrevista com Fernando Collor e a cobertura sobre a FARC na Colômbia, na qual foi sequestrado. Evidenciando os desafios de sua carreira, ele conta que valeu a pena pelo fato de suas reportagens promoverem uma justiça social e ajudar a população.

Por fim, contou sobre como o medo é útil, pois te permite um limite e uma maior clarividência e também faz com que, com os anos, tenha um maior controle emocional, fato essencial.

Veja a galeria de fotos aqui.

Deixe Seu Comentário

*Preenchimento obrigatório.