Moscou, a capital da Copa 2018, onde temperaturas negativas são comuns

Cultura

Paulo Ranieri

Por Maria Fernanda Fernandes

 

https://youtu.be/ebtiQH3RJuA

 

Moscou (em russo Москва) é a capital da Rússia, além de cidade mais populosa da Federação, com 11.250 habitantes por km².

A imagem da maioria dos brasileiros em relação ao país é atrelada à ideia de ser um local frio, com muita vodka e socialista. E em muitos aspectos os brasileiros estão com uma visão correta. Trata-se de um lugar impactante, muito diferente da realidade que os brasileiros estão acostumado, com alguma dificuldade em relação à língua inglesa, e um grande patriotismo. Além disso, uma região fria que pode atingir temperaturas de -30ºC em parte do ano.

Apesar de diferente pela cultura, é um lugar apaixonante. Composta por avenidas largas, quadras enormes e paisagens exuberantes, a capital russa é maravilhosa e surpreende com sua beleza.

Dificilmente um russo não terá um casaco de pele em seu armário. É muito comum, por conta das baixas temperaturas. É a única peça que aguenta o clima da região. A venda de casacos de pele é normal em pequenas lojas no metrô (esses são os mais “baratos”), mas também existem lojas luxuosas e marcas famosas.

O uso de pele, porém, não se limita a casacos, lá existem gorros para a cabeça feitos com esse mesmo material, além de acessórios para a orelha, cachecol, etc.

Outro destaque deve ser dado para as diversas atrações turísticas localizadas na cidade. Por ser um local diferente, é interessante um planejamento do que se deve visitar. Ter um guia sempre à mão, com as melhores atrações da cidade, não é má ideia. O Portal de Jornalismo da ESPM-SP preparou algumas destas opções.

Quando ir:

O território russo é historicamente famoso por suas baixas temperaturas (um episódio famoso na história foi a batalha de Stalingrado, em que o “General Inverno” derrotou as tropas alemãs). Sendo assim, caso locais frios não lhe agradem, não visite Moscou no inverno (de 21 de dezembro a 21 de março), pois nessa época o país atinge temperaturas abaixo de -30ºC e isso é considerado normal pela população local. Quando a temperatura fica em torno dos -20ºC a população considera “calor”.

Aos que não têm problemas com o frio rigoroso, pode ser uma experiência bastante válida conhecer o inverno russo, uma oportunidade única para pegar temperaturas baixas extremas que poucos lugares no mundo podem proporcionar.

Em relação ao medo de ir na época do frio, fique tranquilo, a cidade de Moscou é toda planejada para suportar esse clima. Existem passagem subterrâneas, por exemplo, inclusive para atravessar as ruas.

Hospedagem:

Algo necessário no planejamento da sua viagem para a Rússia é a escolha de um bom local para se hospedar, pois é pelo hotel (com boa localização) que você vai conseguir fazer a maioria das coisas. Em Moscou, as pessoas raramente falam em inglês com os turistas, então você precisará do serviço de um concierge, até para chamar um táxi, sem esse préstimo sua estadia no país será mais complicada.

A melhor hospedagem na cidade de Moscou é o National Hotel. Avaliado com cinco estrelas, é um local com uma arquitetura tipicamente Russa, localizado em frente à Praça Vermelha (com uma vista de tirar o fôlego para a praça e o kremlin), e um serviço excelente (isso inclui o concierge). Foi nesse hotel que nomes conhecidos, como Barack Obama e Pelé, se hospedaram na cidade.

Além disso, é neste hotel que está um dos restaurantes mais luxuosos da cidade, Dr. Zhivago.

Pontos Turísticos

Praça Vermelha: É um dos pontos, se não o ponto, mais famoso da cidade. É nessa área que estão arquiteturas mundialmente conhecidas, como o Kremlin e a Catedral de São Basílio. Além disso, a praça é rodeada por prédios com um estilo tipicamente russo.

Ao lado da Catedral, tem uma galeria chamada Katai-Gorod (porém, ela é muito grande, então pode ser considerada praticamente um shopping), é um local muito bom para se conhecer, cheio de lojas com marcas mundialmente famosas e, além disso, bom para fazer uma pausa durante o passeio e comer alguma coisa.

Na época das festas de fim de ano, essa área fica tomada por enfeites gigantes de luz, com um design tipicamente russo, incluindo a feira de natal (desenvolvida por pequenas barracas, uma ao lado da outra, que vendem produtos natalinos)

Mosteiro Novodévichy: Um local medieval, fundado pelo Duque Vasily III em 1524. Por dentro, o local lembra o Kremilin, é repleto de construções com arquitetura típica do país, sendo a de maior destaque a catedral ortodoxa em homenagem a Nossa Senhora de Smolensk.

O cemitério Novodévichy abriga túmulos de grandes nomes, como do ex-presidente, Boris Iéltsin, o escritor Bulgakov e o diretor e ator Constantin Stanislavski.

Além disso, o convento está situado perto do Rio Moscou.

Parque Novodévichy: Fica ao lado do mosteiro, é um local lindo. Repleto de árvores, às margens do "lago dos cisnes". É nesse local que está situada a famosa escultura dos oito patinhos de bronze (um presente dos Estados Unidos para a Rússia, em homenagem à obra Make Way for Ducklings).

Victory Park: A visita ao parque foi realizada no final do ano, época em que é montada uma "cidade de gelo". São montadas grandes esculturas de gelo, e, em algumas, os visitantes podem entrar e tirar fotos. É um local lindo, vale a pena a visita.

Bolshoi Theatre: O teatro do famoso balé russo é um lugar maravilhoso, tem uma arquitetura refinada e clássica. Assistir a uma apresentação no local é um dos passeios que mais valem a pena.

Além disso, o teatro fica a uma quadra da Praça Vermelha e do National Hotel.

Restaurantes/Comidas

Café Pushkin: Construção do século XVII, o local é todo decorado como uma biblioteca. Serve-se comidas tipicamente russas e é um dos restaurantes mais famosos de Moscou. Caso você vá ao restaurante, tente fazer reserva no segundo andar, pois é composto de uma forma mais clássica e a decoração mais atraente e interessante. No piso superior, é bom ressaltar, você deve ir com trajes  mais formais.

Dr. Zhivago: Localizado no National Hotel, é um local muito agradável com uma bela vista para a praça vermelha/ kremilin. É um dos restaurantes mais chiques de Moscou.

Napoleão: Um dos doces russos mais tradicionais. Uma deliciosa massa mil folhas com um recheio de creme gelado. Quem for ao país não pode deixar de provar.

Deixe Seu Comentário

*Preenchimento obrigatório.