Ouvir tecnológico e o potencial interativo na rede

Geral

Portal de Jornalismo

Giovanna Ruzene (1º semestre)

Na manhã de terça-feira, 12 de novembro, no ESPM Soul, ocorreu a oficina “O ouvir tecnológico - como envolver usuários em conteúdos jornalísticos online”, ministrada pela professora do curso de Jornalismo Cláudia Bredarioli. O evento foi destinado para alunos, professores e convidados da ESPM, sediado no campus Álvaro Alvim, na unidade São Paulo da faculdade.

A discussão teve como objetivo falar sobre a importância da interatividade na rede, introduzindo uma nova forma de fazer jornalismo, no qual se manteriam as convenções para que o público identificasse o produto jornalístico, mas também promoveriam inovações gerando atrativos e diferenciais para atrair o público. “As redes sociais estão concorrendo com o jornalismo devido a ter um maior diálogo e interação. Porém as redes sociais não informam, elas consequentemente aprofundam a desinformação, devido à quantidade de notícias falsas e sem apuração que são compartilhadas e espalhadas como verdade”, conta Cláudia.

Segundo a professora, para que o jornalismo concorra com as redes sociais é necessário que haja um novo perfil profissional, no qual o jornalista conheça e envolva seu público. Mas, para isso, deve haver primeiramente um pacto com a audiência, atendendo às suas expectativas informativas, obtendo uma apuração rígida e oferecendo condições para uma melhor compreensão do nosso tempo e contribuindo para que a sociedade se desenvolva.

Finalizou ressaltando a importância das novas formas de fazer jornalismo neste cenário disruptivo e solicitando aos presentes que fizessem uma plataforma jornalística que promovesse a interatividade e o diálogo entre o jornalista e os telespectadores.

Deixe Seu Comentário

*Preenchimento obrigatório.