Repórter da Globo aconselha alunos: “Jornalista não pode ter preguiça”

Campus

Wivyanne Leiso

 

 

Eliane Scardovelli (camisa de cor laranja), com alunos de jornalismo da ESPM-SP (Foto: Tiago Tiezzi)
Eliane Scardovelli (camisa de cor laranja), com alunos de jornalismo da ESPM-SP (Foto: Tiago Tiezzi)

Eliane Scardovelli, jornalista do programa "Profissão Repórter", participou de uma coletiva de imprensa na faculdade ESPM-SP. O evento, que aconteceu nesta segunda-feira (4), teve a participação dos alunos do primeiro semestre de jornalismo.

Durante o bate papo, ela ressaltou a importância de uma postura "pró ativa", principalmente entre jornalistas recém-formados. "Vocês precisam fazer algo diferente. O jornalismo tradicional está um pouco engessado. Arejem o que já existe no jornalismo brasileiro. A televisão está precisando muito disso", destacou.

Uma aula diferente foi a proposta da professora Renata Carraro. Nela, os alunos tiveram a oportunidade de simular um dos ofícios dos jornalistas, a entrevista coletiva. Para a aluna Sara Santana, o evento foi marcante. “Gostei principalmente do fato dela ser apaixonada pela profissão. Isso é um bom resumo do jornalismo”, relembrou.

 O início

Eliane Scardovelli formou-se em jornalismo pela USP (Universidade de São Paulo), no ano de 2009. Ao escolher essa profissão, tinha o impresso como o único destino possível para sua carreira. "Sempre pensei que o jornalismo mais puro estivesse no impresso", ressaltou.

Durante a faculdade, ela passou por diversos veículos de comunicação. Fez estágio em assessoria de imprensa, na revista Carta Capital e na editora Abril. “Queria viver uma experiência mais intensa. Não sabia exatamente onde iria encontrar isso”, afirmou.    

Rede Globo

Decidiu participar do processo seletivo da Rede Globo, almejando um trabalho diferente do que já havia feito,  Candidatou-se e depois de meses, recebeu a confirmação. Fora selecionada.  Eliane citou quais foram os programas que trabalhou e qual deles mais gostou. "Meu estágio na Globo durou um ano. Como será?, Bom Dia São Paulo, Globo Repórter, foram os lugares que passei. Mas me apaixonei pelo Profissão Repórter", declarou.

Hoje, os estagiários da Globo são designados a trabalhar durante duas semanas em cada programa da emissora. Ao finalizarem a experiência, já terão passado pelos principais setores. Ao final do estágio os estudantes são avaliados pelo departamento pessoal da Globo. "O lugar que mais gostei de trabalhar foi no Profissão Repórter", disse Eliane durante entrevista de avaliação.

 Profissão Repórter

Naquele momento, tudo que ela queria, era fazer parte da equipe e trabalhar na televisão. "Foi aí que me apaixonei em contar histórias de uma maneira áudio visual", declarou.

O período que esteve no Profissão Repórter foi o suficiente para se redescobrir na profissão. Saltou do jornalismo impresso para as vídeorreportagens. "No Profissão Repórter, os jornalistas tem mais liberdade para criar. O texto é muito mais autoral", concluiu.

 Por Wivyanne Leiso (1o semestre)

Deixe Seu Comentário

*Preenchimento obrigatório.