Transformação digital no Estadão é tema de palestra do ESPM Soul

Geral

Portal de Jornalismo

Taís Burihan (1º semestre)

Ocorreu, na tarde de quarta-feira (13), a palestra “Estadão: transformação digital”, durante o ESPM Soul. O evento, que aconteceu no auditório Victor Civita, contou com a presença do editor coordenador do núcleo de Metrópoles do jornal O Estado de S. Paulo, Daniel Fernandes. Mediada pelo diretor do centro de gestão e transformação da ESPM, Fabiano Rodrigues, a palestra teve como tema principal o processo de digitalização pelo qual o jornal está passando.

Fernandes, que trabalha no Estadão desde 2004 e participa do projeto de transformação digital do veículo, explicou detalhadamente o processo para o público. Comentou que inicialmente o conselho administrativo do jornal determinou que deveriam haver mudanças devido aos avanços tecnológicos. “Precisávamos mudar a nossa forma de fazer jornalismo”, disse.

Relatou ainda que, para entenderem como funcionaria a transformação digital no Estadão, buscaram fazer parcerias e projetos com outras empresas, como por exemplo o banco Bradesco. Também contrataram uma consultoria espanhola, que já havia trabalhado com jornais como El País, para começarem a aplicar mudanças aos poucos no sistema de trabalho e no modo de publicação do veículo.

Uma estratégia que o jornal adotou atualmente, depois da transformação, é a publicação na internet de notícias mais curtas, imediatamente após o fato, para depois fazer o desenvolvimento da matéria. “Para a mudança digital funcionar, é preciso atribuir velocidade à notícia”, justificou Fernandes.

Além de divulgar a notícia de uma maneira mais rápida, o Estadão também está utilizando outras estratégias, como lives no Facebook e podcasts para atrair mais audiência às suas plataformas digitais.

O editor destacou que, com esta nova era digital, é preciso ter mais contato com o leitor para ocorrer um engajamento maior e de mais pessoas.

Mesmo com as alterações no Estadão, Fernandes afirma que a maior parte da receita do jornal está vinculada ao impresso. Além disso, reforçou a ideia de que o papel ainda é um meio de transmitir notícias muito importante.

Deixe Seu Comentário

*Preenchimento obrigatório.