Outubro Rosa: Sudeste tem mais casos de câncer de mama, aponta INCA

Outubro Rosa é uma já conhecida campanha que apoia o combate ao câncer de mama, e teve início no fim do século 20, nos Estados Unidos. Em 1990, ganhou peso quando um laço rosa foi usado para simbolizar o início dessa causa em uma corrida que ficou conhecida como “Corrida pela Cura”. Desde então, a causa foi abraçada não só por americanos, mas pelo mundo inteiro, tanto é que, anualmente, são realizadas diversas homenagens e cerimônias para que esta campanha não seja esquecida, e cada vez mais apoiada.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), a região Sudeste do Brasil é a que mais registra casos de câncer de mama feminina, cerca de 29.760 casos, números que representam mais de 50% dos casos registrados no Brasil.

O Nordeste registrou, no ano de 2016, 11.190 casos. Apesar de números relativamente baixos em comparação à região Sudeste, o nordeste é a segunda maior em registrar casos e representa média de 19,3% nacional.

As demais regiões (Sul, Centro-Oeste e Norte) registraram, também no ano de 2016, 18,9%, 7,3% e 3,2%, respectivamente.

O Instituto também afirma que a doença é a que mais mata mulheres em todo mundo. O INCA ainda diz que o câncer de mama pode alcançar o público masculino, mas é raro e representa apenas 1% da população nacional do Brasil e, se acometidos, são raros os homens abaixo dos 35 anos a serem portadores do câncer.

Depois do câncer de pele não melanoma este é o que mais mata mulheres e, segundo o INCA, a cada cem mil mulheres, existem 56,2 casos. O instituto recomenda que para prevenir o câncer de mama é preciso manter uma vida saudável; praticar atividades físicas diárias e manter uma alimentação saudável é essencial principalmente para quem tem casos na família que sofreram com a doença.

Laço rosa que simboliza as cores do Outubro Rosa, campanha de prevenção ao câncer de Mama. (Foto: Fotos Públicas/Pixabay)

Laço rosa que simboliza as cores do Outubro Rosa, campanha de prevenção ao câncer de Mama. (Foto: Fotos Públicas/Pixabay)

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário