Apresentador até cometia crimes

edição 06 - televisão - televisão

Administrador

> A princípio, a ideia de que um apresentador encomendaria crimes brutais para gerar furos e audiência para seu programa de TV tem lugar apenas em filmes de terror. Ou tinha, até que um âncora do Amazonas colocou-a em prática no mundo real.

Wallace Souza era ex-policial civil, deputado estadual pelo Partido Progressista e apresentador do programa “Canal Livre”, transmitido pela antiga TV Manaus. Segundo suspeitas da polícia, também comandava o crime organizado no Estado. As ocupações à primeira vista tão distantes passaram a caminhar lado a lado quando as execuções de traficantes rivais viraram furos para o programa de Souza: a competição criminosa era eliminada e transformada em audiência.

Cassado em 1º de outubro de 2009 e com prisão decretada no dia 5, Souza passou quatro dias foragido. Após ser preso preventivamente, a saúde do ex-deputado se deteriorou repentinamente. Wallace Souza morreu em 27 de julho de 2010, levando para o túmulo os segredos da busca por audiência mais brutal e bizarra da história da mídia brasileira.

Deixe Seu Comentário

*Preenchimento obrigatório.