“Produzir artesanato é uma forma de levar cultura ao povo”

 

"Junior Aladin" um momento de descontração

“Junior Aladin”, em um momento de descontração.

Rômulo Aldo Souza, mais conhecido como “Junior Aladin”, é um rapaz de apenas 24 anos que já exerceu funções de cenógrafo, marceneiro, técnico de informática, ajudante geral do mercado do tio, ajudante de cozinha, vendedor de loja, tatuador, operador de telemarketing. Hoje, produz e vende seu artesanato pelas ruas da Vila Mariana há 2 anos.

Com o sonho de comprar um sitio e um carro, Junior compra materiais em SP, Minas Gerais, Bahia, México, Atacama, índia, entre outros lugares, a fim de criar uma mistura de cultura e conhecimento para as pessoas através de seu trabalho.

Artesanatos feitos pelo artista

Artesanatos feitos pelo artista. (foto: Bruna Masculi)

“Conhecimento é a coisa mais importante, mais do que dinheiro, porque você morre e o dinheiro vai. Já o conhecimento fica”, afirmou Junior.

Apesar de não possuir uma renda estável, o artista disse que se encontrou através do artesanato e que não pretende desistir dele.

Atualmente, o artesão exibe e vende seus trabalhos através da página do Facebook “Arte em transe”.

 

Por Bruna Masculi e Camila Oiveira (2° semestre)

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário